domingo, 1 de maio de 2011

Início do Outono

O tempo tem passado muito rápido ultimamente a ponto de eu não conseguir distinguir os dias da semana. Tenho dificuldade pra dormir, mais dificuldade ainda pra acordar. Tenho dificuldade de ficar acordado durante o dia e uma enorme facilidade de esquecer as coisas por completo.
Os dias estão cada vez mais cinzas, os pássaros cada vez mais escondidos nos ninhos e os besouros cada vez mais têm enfestado minha residência com seus voos retrógrados e totalmente sem rumo nem beleza. A chuva deu uma trégua e frio chegou, e eu não gosto nem um pouco nem de chuva e nem de frio.
Porém, hoje em dia, não tenho odiado tanto o frio na mesma intensidade de quando eu era uma criança. Percebi, de súbito, que as pessoas ficam extremamente mais bonitas no frio de um jeito a parecerem outras pessoas. Elas, às sextas-feiras, se produzem com grande esmero pra tomar uma simples casquinha na sorveteria da esquina e ficam extremamente bonitas e elegantes como nunca. Já eles se produzem exatamente pelo fato das mulheres se produzirem também, pois já que as mulheres se produzem, os homens não podem deixar à desejar.
No frio, as noites são mais longas e os dias são mais curtos. Por um lado isso é bom: os dias são menos monótonos e as noites são mais delirantes. Por outro lado, é horrível: quanto maior a noite, mais besouros vão atacar frustradamente sua lamparina da varanda. Lembrando que besouros são a substanciação de tudo o que há de mais irritante no mundo, e isso não é legal.
No frio, as pessoas ficam mais bonitas e, por conseguinte, mais afetivas e carinhosas. Calor humano é legal de vez em quando. Deixa a gente mais vivo por dentro e por fora de um jeito muito bacana e fora que um abraço bem dado, daqueles bem apertados e ternos, não tem dinheiro que pague.
Quando eu era pequeno, um grande amigo meu, senhor já de idade, me ensinou algo que levarei por toda vida e era parecido com isso: "Frio é o tempo propício pra reaprendermos a viver intensamente do jeito que vivíamos quando éramos felizes mas não tínhamos ciência disso."
Pensando bem, frio de fato não é tão ruim quanto eu pensava.
Há quem diga que frio é o momento propício pra encontrar ou redescobrir o amor da vida e se apaixonar perdidamente por alguém a ponto de se entregar por inteiro. Não acredito muito nessa teoria pelo fato de comigo ainda não ter acontecido. Porém ainda estamos apenas no começo do outono e estou rezando desde já para que, até o fim do inverno, o frio seja bem intenso a ponto de mudar meu ponto de vista sobre essa teoria de meia-tigela. Mas de chuva eu não gosto, e acredito que nunca vou gostar.

16 comentários:

  1. que texto lindo meu

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Não sabia que vc escrevia!?! Que show de bola, amei! Letícia D'Angelo - São Paulo/SP

    ResponderExcluir
  3. "Um frio de leve
    vem pra ficar.
    A brisa suave
    faz a árvore balançar.
    O vento sopra
    assobiando.
    O céu escuro
    vai ficando.
    As nuvens passam
    de mansinho."

    Clarisse Pacheco




    amo tanto o frio! :)
    é apaixonante, me lembra abraço hihi *-*

    ResponderExcluir
  4. Concordo com a parte dos bezouros.
    Discordo sobre a chuva.

    Bom texto! (Seilá se tem erro de ortografia rs)

    ResponderExcluir
  5. é o inverno traz a beleza das pessoas a tona.
    eu achei um amor no inverno, mas todas as estações são iguais sem ele. haha

    besouros são pobres coitados irritantes, faz parte da vida. dá uma bica que fica divertido kkk

    ResponderExcluir
  6. perfeito o texto !
    quem sabe eu não mudo seu ponto de vista sobre essa teoria de meia-tigela !

    ResponderExcluir
  7. Adoro inverno, sempre digo que as pessoas ficam mais elegantes... Acho q mostram seu lado mais bonitos, talvez...
    Concordo com seu velho amigo...

    E quem sabe um inverno desses não traga um alguém... rs

    Fiquei fã!
    Amo tu!

    Tici

    ResponderExcluir
  8. ooown que liindo Biiiiel *---------*

    ResponderExcluir
  9. Muito bom, de verdade! Fiquei de bobeira de como você escreve bem Gabriel. E frio é uma delicia, e exatamente por tudo isso que você falou: beleza, carinho, calor humano.
    E fica tranquilo, de chuva eu também não gosto, acaba com todos os roles, os passeios e você não tem nada, nem beleza pra ver, nem pessoa pra te dar carinho e nem pra te esquentar..

    Beijos, Marina G.

    ResponderExcluir
  10. "Frio é o tempo propício pra reaprendermos a viver intensamente do jeito que vivíamos quando éramos felizes mas não tínhamos ciência disso."
    Isso é verdade, Gaah ameei *---*
    Um beijo =*

    ResponderExcluir
  11. Mto bom o seu texto!
    É mal de família escrever bem, pois eu tb gosto dos textos da sua irmã Miriam! rsrsrs.
    O inverno é bom para exatamente uma das coisas que vc comentou, se vestir bem, ficar elegante!
    Eu gosto pouco do inverno tb, ainda mais que tenho alergias (rinite, bronquite)...rsrsrs...

    Abraços
    Boa semana

    ResponderExcluir
  12. Massa demais o texto!

    Sempre gostei de um tempo mais frio...

    A gente fica mais "à flor da pele", mais pensativo, etc...

    Abração, brother!

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito do texto, e tbm discordo da teoria que frio é o melhor momento para descobrir o amor. Talvez seja, mas não precisa ser o amor entre duas pessoas...Experiência própria: NO frio e na chuva, quando o dia está bem entediante, eu me descubro apaixonada pelo meu violão, meus livros... E Amor não precisa de estação para acontecer! =)

    Bjs, Bah

    http://deustefazentender.blogspot.com
    http://bahferreira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. ''Calor humano é legal de vez em quando. Deixa a gente mais vivo por dentro e por fora de um jeito muito bacana e fora que um abraço bem dado, daqueles bem apertados e ternos, não tem dinheiro que pague.''

    Você escreve muito bonito *-*

    ResponderExcluir
  15. Cada vez mais me apaixono por você e seus irmãos, ô talento.
    Acredite, a chuva é boa quando tá quente e a gente pode abraçar e sentir o calor de alguém! ;)

    ResponderExcluir
  16. é incrivel como certas pessoas possuem o dom de escrever, pena que você não é uma delas

    ResponderExcluir